p’á desgraça

Ontem foi p’á desgraça. Ou seja, sair sem horários para voltar e com uma única regra: divertirmo-nos o mais possível.
Começámos calmamente no Blawe Kater a provar as cervejas requintadíssimas deles e bebi a que foi considerada a melhor cerveja de 2008… Deliciosa… Duas tugas, um par de austríacos, um grego, um americano e uma checa (a quem tive a feliz ideia de explicar o que é um “banho checo” – foi mt bem aceite). Depois da meia noite fomos experimentar o Villa Ernesto, o latin grooves place cá do sítio. Demasiado latino. lol Valeu pelas pulseirinhas/palhinhas fluorescentes que ainda renderam umas lutas à Star Wars entre mim e o Christian (morri sempre). Já muuuuito alegres rumámos ao Seven Oaks, onde a música sempre é mais variada, e acabámos todos em cima do palco a dançar. Fluorescentes, claro. Deitei-me às 5h, porque entretanto mudou a hora… e hoje molenguei todo o dia… Almoço com a Marisa, sol no parque, lavandaria… dominguing, portanto. Amanhã trabalha-se. Ficam os recuerdos:








(A melhor cerveja do mundo de 2008. Espectacular… palavra de quem nem gosta de cerveja!)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s