recta final às curvas

Está a decorrer um autêntico Verão lá fora, com tudo a que isso tem direito: nuvens de mosquitos muito más de atravessar de bicicleta, os belgas todos em fato de banho a converterem-se em lagostas nos parques (saio à rua e parece que estou na Praia da Rocha) e a trazerem as cadeiras para os passeios, esquinas e varandas para jantar ou beber enquanto os estrangeiros vão fazer churrascos para o campus, um calor abafado que nos cola as pernas… E eu estou quase indiferente.
Tenho de entregar a tese na próxima 3ª ou 4ª feira. Ou seja: estou enfiada em casa a escrever sentada ao computador com o dicionário, os meus cadernos, as pilhas de artigos espalhados na secretária, bebo 2 cafés por dia (cujo efeito em mim faz a vez de 10), durmo 6h/dia, prescindi da vida social e não cozinho.
Mas de vez em quando o pescoço deixa de mexer e a cabeça de pensar e tenho de ir lá fora. 1h a jogar ténis, uma ida ao supermercado para comprar fruta, simplesmente chegar ao parque e mandar-me para o chão e ficar 30min a olhar para o céu e a babar-me… qualquer coisa. Quando volto nem sinto que tinha passado 6h seguidas a trabalhar.

Ai… ‘tá quase!

(legenda: pausa de hoje, por volta das 17h)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s