de quatro

Quando um político com um certo poder ou estatuto (ainda mais se for de direita) faz recomendações ou apelos aos portugueses, temos de ouvir com muita atenção. É ligeiramente pior do que a nossa mãe, quando éramos adolescentes, comentar que estamos assim a dar para o forte ou queixar-se que o carro está todo porco e ela ainda tem de servir de nossa motorista. Eram sinais de que em breve estaríamos a comer bróculos dia sim dia não e que no próximo sábado à tarde não iríamos ao shopping sem antes deixar o tablier a reluzir.

O Sr. Rosas interrompeu o Santana quando ele estava prestes a revelar uma recomendação fulcrar para os portugueses. Ouvi-lo invocar a virtude da abnegação só quer dizer uma coisa: isto até agora têm sido os preliminares. Vamos ser enrabados sem vaselina e convencidos de que o amor é mesmo assim.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s