metam o dia no cú

Os Dias Internacionais de Não-Sei-Quê servem para chamar atenção para causas que têm de ser combatidas ou protegidas. Por isso, lamento, mas detesto o Dia da Mulher. É o reconhecimento geral comemorado com beijinhos, postais e ramos de flores, de que:

  • somos cidadãos de segunda em muitos países, que temos mais dificuldades em vingar num emprego,
  • ganhamos menos que os homens,
  • levamos porrada e somos molestadas de todas as formas por gente bárbara e  isso continua a ser normal mesmo quando é oficialmente inaceitável
  • a sociedade nos dá facilmente um papel mas que temos de batalhar muito por um estatuto.

Ainda por cima,  se nos indignarmos com estas situações, que são no seu elemento estapafúrdias, somos feministas, fufas e/ou ressabiadas. E até nos mandam logo com aquela estupidez do “queres igualdade então vai lá acarretar baldes de cimento a ver se consegues”, os burros de merda que do alto da sua próstata e massa muscular mais desenvolvida não sabem distinguir diferença de discriminação.

Enfim, estou a dispersar…

Era só para dizer para meterem as flores e os balões cor-de-rosa no cú.

6 thoughts on “metam o dia no cú

      • entretanto recebi uma flor e pensei “acho que não a vou meter no cu de ninguém… fica melhor na mesinha de cabeceira…”.

        Mas continuo contigo! :p

  1. adorei o post…
    como disse a lola
    “Comemoramos o Dia Internacional da Mulher sem esquecer nem por um minuto que todo dia é dia de lutar por um mundo melhor” Lola Aronovich

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s