terug

Já ficaram para lá do rasto do avião os últimos dias em Portugal em que, entre coisas coisas, me despedi do emprego com grande alívio, comi sardinhas, apanhei ventinho do Guincho e madruguei para a fila da Segurança Social. Também enchi morosamente quatro malas com tudo aquilo de que me esqueci. Agora, de cozinha recheada, casa limpa e trouxa repousando no roupeiro, só queria não estar tão exausta para conseguir saborear o momento…
Além de acabar uns papers e preparar mais um concurso a bolsa de doutoramento, o plano para os próximos meses é:

Para mais, perder uns quilitos com desporto e regressar à fotografia. É mais do que suficiente para preencher o regresso a Leuven.